Christina Applegate recebeu sua estrela na Calçada da Fama de Hollywood na segunda-feira, pouco depois de anunciar que sua participação em “Dead to Me” pode ser seu último papel como atriz.

A cerimônia foi a primeira vez que Applegate foi vista em público desde que foi diagnosticada com esclerose múltipla em agosto de 2021. Para marcar a ocasião, ela usava esmalte preto com letras em cada dedo soletrando “fu MS”.

Durante seu discurso, Applegate agradeceu a todos os seus agentes que trabalharam com ela nos últimos 28 anos, comemorando que estão juntos há tanto tempo, uma raridade no negócio. Ela disse que sua mãe “costumava dizer que trocar de agente é como trocar de cadeira no Titanic, mas (ela está) presa com (a dela)”, então todos eles estão “desaparecendo” juntos se algo der errado.

Applegate também começou a chorar ao agradecer a seus amigos e familiares por estarem lá para ela, especialmente sua filha, a quem ela chamava de “a pessoa mais importante”.

“Obrigada por estar ao meu lado por tudo isso”, disse ela à filha Sadie antes de brincar sobre seu diagnóstico de esclerose múltipla. “Ah, a propósito, eu tenho uma doença. Você não percebeu? Eu nem estou usando sapatos!” Applegate provocou.

CHRISTINA APPLEGATE DIZ QUE ‘CERIMÔNIA IMPORTANTE’ SERÁ SUA PRIMEIRA VEZ DESDE O DIAGNÓSTICO DA MS

Applegate pintou as unhas, com letras em cada uma para ler “fu MS”.
(Michael Buckner/Variety via Getty Images)

Ao aceitar a honra, Applegate explicou o quão importante é conseguir uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood para ela.

“Eu tive uma vida muito interessante, mas a vida começou como uma garotinha esperando na fila para ver o primeiro ‘Star Wars’ nesta mesma rua, naquele mesmo teatro, e olhando para essas coisas dizendo: ‘Quem são Essas pessoas? O que eles fizeram? Eles fizeram algo certo? Eles fizeram algo errado? Seja o que for, eu quero um’”, lembrou Applegate. “’Eu quero um!’ Eu tinha cinco anos de idade. Este dia significa mais para mim do que você poderia imaginar.”

Katey Sagal e David Faustino apoiaram Christina Applegate na cerimônia de segunda-feira.

Katey Sagal e David Faustino apoiaram Christina Applegate na cerimônia de segunda-feira.
(Foto de Phillip Faraone/Getty Images)

CHRISTINA APPLEGATE REVELA PAPEL EM ‘DEAD TO ME’ PODE SER O ÚLTIMO DEVIDO AO DIAGNÓSTICO DE MS

Durante a cerimônia, as co-estrelas de “Married… with Children” de Applegate prestaram homenagens emocionantes à atriz, não apenas elogiando seu impressionante trabalho, mas também elogiando sua força através dos muitos desafios que ela enfrentou ao longo de sua vida.

“Humildade, humor, fortaleza, graça, bravura, eu vi você usar tudo isso. Você está no topo da minha lista de professores da vida desde os 16 anos”, disse Katey Sagal. “Eu assisti você manobrar o mundo em que se encontrava com maturidade além de seus anos. Seus desafios de saúde familiar, através de alguns namorados muito ruins, algumas escolhas adolescentes incríveis, eu observei você. Eu vi você crescer, e não importa o que, você continuou aparecendo, para você, mas também definitivamente para aqueles que você amava.”

“Eu vi você, no auge com amor e enorme sucesso, juntamente com desafios extremos, mas você veio com esses ombros e você suporta o peso, e você se dobra e não quebra”, acrescentou Sagal. “Sua humildade e sua reverência permitem que todos nós nos curvemos a você.”

David Faustino elogiou Applegate por seu corpo de trabalho, dizendo que ela teve a oportunidade “de interpretar alguns papéis tremendos, e os interpretou com um “T”, mencionando especificamente “Dead to Me”, no qual ele disse que ela e Linda Cardellini deram “potência performances.”

Applegate agradeceu a todos que estiveram ao lado dela por mais de 20 anos.

Applegate agradeceu a todos que estiveram ao lado dela por mais de 20 anos.
(Foto de Phillip Faraone/Getty Images)

Em uma entrevista recente com a Variety, Applegate revelou que seu papel como Jen Harding em “Dead to Me” poderia ser seu papel final devido à sua batalha em curso com a MS.

“Jen Harding é aquele, quem – quem sabe, possivelmente o último que eu vou jogar. Com minha doença, não sei até que ponto sou capaz”, disse Applegate.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NA NEWSLETTER DE ENTRETENIMENTO

Applegate lembrou-se de saber do diagnóstico enquanto trabalhava na terceira e última temporada do programa e ter que informar a todos. Ela explicou que, a partir de então, filmar tornou-se uma questão de aprender o que ela era capaz de fazer e se adaptar às suas diferentes necessidades, como a necessidade de filmar em ambientes frios.

“Se eu ligasse para eles de manhã e dissesse ‘Gente, não consigo descer as escadas’, eles diziam ‘OK! Não faremos hoje. Faremos outras coisas. A Netflix até nos deixou fazer uma pausa por alguns meses para que eu pudesse chorar e encontrar tratamento”, disse Applegate.

Devido à imprevisibilidade de sua doença, Applegate não tem certeza se ela vai agir novamente, dizendo que depende “do que eu sou capaz de fazer”.

O papel de Applegate como Jen Harding ao lado de Linda Cadelini em "Morto para mim" poderia potencialmente ser seu último papel como ator.

O papel de Applegate como Jen Harding ao lado de Linda Cadellini em “Dead to Me” poderia ser seu último papel como atriz.
(Foto de Phillip Faraone/Getty Images)

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O APLICATIVO FOX NEWS

“Estou bastante convencido de que era isso, sabe? Mas quem sabe – provavelmente vou ficar entediado de estar no meu quarto”, disse Applegate.



Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *