Um médico cosmético da Flórida foi acusado de agredir sexualmente várias mulheres enquanto elas estavam sob anestesia em seu consultório na luxuosa 5ª Avenida de Nápoles.

O Departamento de Polícia de Nápoles confirmou em 22 de novembro as alegações de duas mulheres contra o Dr. Eric Andrew Salata – um médico de 54 anos certificado pelo conselho do Pura Vida Medical Spa, embora possa haver mais vítimas.

“Várias pessoas contataram nossos detetives relacionados à investigação de Salata”, disse o oficial de informações públicas do Departamento de Polícia de Nápoles, tenente Bryan McGinn, à Fox News Digital, acrescentando que não poderia confirmar relatos de que uma terceira mulher se apresentou, de acordo com a agência local. Notícias da NBC2.

A primeira vítima disse à polícia que Salata havia administrado “óxido nitroso para auxiliar na sedação e dor do procedimento”, de acordo com um comunicado de imprensa da Polícia de Nápoles.

HOMEM DA FLÓRIDA É PRESO POR TENTATIVA DE ASSASSINATO APÓS MULHER CORRER PARA O HOSPITAL COM MACHADINHA SAINDO DA CABEÇA

Três mulheres se apresentaram acusando o médico cosmético de Nápoles, Eric Andrew Salata, de agressão sexual.
(Escritório do Xerife do Condado de Collier)

“Durante o procedimento, quando o efeito do óxido nitroso estava passando, ela encontrou o Dr. Salata praticando relações sexuais”, disse a polícia de Nápoles.

A vítima sentiu-se “em choque depois que a sedação diminuiu com o ocorrido, procurou a polícia e foi submetida a um exame de agressão sexual”, que foi encaminhado para um laboratório para investigação posterior.

‘SENÇÃO DE PERPÉTUA’: MÃE DE ADVOGADO DA FLÓRIDA MORTO EM PLANO DE ASSASSINATO DE LOCAÇÃO DETALHES LUTA DA FAMÍLIA POR JUSTIÇA

Uma segunda vítima relatou um incidente semelhante no qual Salata supostamente a agrediu enquanto ela estava sob sedação em seu spa. Os detetives também coletaram evidências e as enviaram a um laboratório nesse caso.

O Dr. Andrew Salata era um médico credenciado no Pura Vida Medical Spa em Naples, Flórida.

O Dr. Andrew Salata era um médico credenciado no Pura Vida Medical Spa em Naples, Flórida.
(Fox News Digital)

As duas primeiras vítimas que se apresentaram tinham 51 e 73 anos, de acordo com um relatório policial obtido pelo Notícias diárias de Nápoles. As vítimas se lembram de inalar gás hilariante sob as instruções de Salata para aliviar a dor de seus respectivos procedimentos antes de ele supostamente estuprá-las, informou a agência.

POLÍCIA DA FLÓRIDA EVITA EVENTO DE ‘VÍTIMA EM MASSA’ APÓS IMPEDIR MULHER DE DIRIGIR CARRO EM ROTA DE 5K

Agora, uma terceira vítima teria se apresentado contra o médico no registro, de acordo com Notícias da NBC2.

McGinn disse ao jornal que o departamento de polícia “ainda está encorajando muito aqueles com informações a se apresentarem”.

Uma terceira mulher também se apresentou contra Salata, de acordo com relatórios locais.

Uma terceira mulher também se apresentou contra Salata, de acordo com relatórios locais.
(Fox News Digital)

As autoridades encontraram Salata em seu spa Pura Vida em 21 de novembro e prenderam o médico de 54 anos por duas acusações de agressão sexual a uma pessoa fisicamente indefesa.

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O APLICATIVO FOX NEWS

Em 22 de novembro, Salata compareceu ao tribunal e pagou fiança. Sua próxima aparição no tribunal está marcada para 19 de dezembro.

O site e as contas do Instagram do Pura Vida Medical Spa foram retirados do ar desde que surgiram acusações contra Salata.



Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *