TETIANA LOZOVENKOSEGUNDA-FEIRA, 31 DE OUTUBRO DE 2022, 11:36

Mykhailo Podoliak, assessor do Chefe do Gabinete do Presidente, pediu ao mundo que forneça novos sistemas de defesa aérea à Ucrânia e não assista ao vivo enquanto um país inteiro congela.

Fonte: Podoliak em Twitter; o Ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, em Twitter

Citação de Podoliak: “Não tenho dúvidas de que o mundo está interessado em assistir ao vivo a destruição em massa, o ‘congelamento’, de um país inteiro, e depois ouvir seriamente as ‘propostas de negociação’ da Rússia. E adiará de todas as maneiras possíveis o fornecimento de sistemas de defesa aérea para a Ucrânia”.

Detalhes: O ministro das Relações Exteriores, Dmytro Kuleba, enfatizou que a Rússia está lutando contra a população civil, não no campo de batalha.

Citação de Kuleba: “Não justifique esses ataques chamando-os de ‘resposta’. A Rússia está fazendo isso porque ainda tem mísseis e o desejo de matar ucranianos”.

Fundo:

  • Na manhã de 31 de outubro, a Rússia lançou ataques com mísseis em dezenas de cidades ucranianas. A defesa aérea ucraniana abateu 44 dos mais de cinquenta mísseis russos lançado pela Federação Russa.

  • Como resultado de danos à infraestrutura crítica, há problemas com o fornecimento de eletricidade nos oblasts de Kyiv, Kharkiv, Zaporizhia e Dnipropetrovsk e em várias outras regiões.

  • Em 31 de outubro, a Ucrânia introduziu desligamentos de emergência de eletricidade em conexão com os ataques maciços contra infra-estrutura crítica pelos russos.

Jornalistas lutam em sua própria linha de frente. Apoiar Ukrainska Pravda ou tornar-se nosso patrono!





Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *