12 de novembro de 2022 18h12

Após a morte da jovem de 18 anos de Novellara (Reggio Emilia), seu pai e sua mãe voltaram para sua terra natal

A Ordem de Captura Nacional do Paquistão – “Nas últimas semanas – explicou a gerente Maria José Falcicchia – as autoridades paquistanesas reconheceram a validade das atividades realizadas na Itália pelo Reggio Emilia carabinieri e pela autoridade judiciária apoiada pelos serviços de cooperação policial. Após uma avaliação muito longa para um caso complicado até mesmo para eles e inédito, decidiram fazer seu próprio ‘aviso vermelho’, ou seja, o pedido de prisão internacional já no circuito da Interpol, delegando as autoridades policiais de Punjab, região de que a família de Saman vem”.

Se os pais fossem presos, seriam abertas negociações para a extradição. “A Itália já pediu a extradição – lembrou Falcicchia. – O Paquistão cita um antigo tratado de 1972, mas a extradição não está excluída para nós. Não há tratado atual assinado por ambos os países e existe. extradição por cortesia, costume internacional que muitos países adotam com frequência”.

“Estamos muito confiantes – concluiu – pela sensibilidade que encontramos das autoridades paquistanesas, foram dois longos anos, mas não sem compromisso e atividades contínuas realizadas pela Interpol e nosso especialista em segurança na embaixada no Paquistão. Recentemente. nossos líderes de cooperação internacional, o general Giampiero Ianni e o prefeito Vittorio Rizzi, encontraram-se com as autoridades paquistanesas à margem de um encontro na Índia”.





Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *